23 January 2017 17:34 5 Comentários

ENCONTRE A PORTA CERTA

(Votos 5.0/5 Estrelas) Total de votos: 4
em Jeunesse por kadupimentel Visitas: 2820 18 1

Ouvi por muitas vezes a seguinte frase: "Não existe plano ruim! Ruim é não mostrar o plano!”.


Confesso que ela possui uma dose de verdade, uma vez que grande parte do seu aprimoramento dentro da atividade de marketing multinível virá da prática, dos erros e acertos, do acúmulo das experiências necessárias, da quantidade das atividades exercidas.


Logo, se você ficar esperando se tornar um expert em apresentar o plano da sua empresa para começar, provavelmente não terá resultado algum pois, enquanto não estiver produzindo em larga escala, você não atingirá suas metas e não se tornará lucrativo.


Outra frase me vem à mente: "Quem só faz o que sabe, parou de crescer”. Às vezes teremos que fazer algo que não sabemos muito bem ainda, para aprendermos e nos desenvolvermos.


No entanto, existe apresentação ruim, sim. Durante toda a minha carreira, já presenciei apresentações primorosas, mas também apresentações que ao invés de gerarem interesse no prospecto, geravam rejeição. As minhas apresentações iniciais, por exemplo, beiravam a nota zero e tinham um baixíssimo índice de conversão.


Não podemos negligenciar que a qualidade da sua apresentação influenciará sobremaneira o seu resultado, pois aumentará muito sua eficiência nos fechamentos e conversões.


É melhor apresentar para cinco pessoas e recrutar uma, do que apresentar para 30 e recrutar uma, certo? Essa alta eficiência dependerá do desenvolvimento da habilidade de apresentar o plano de negócios da sua empresa.


Além disso, não conheço um grande líder que não tenha essa habilidade afiada. Todos os líderes da indústria, através dos estudos e da prática, são exímios em apresentar o plano.


Ou seja, se você quer ser um profissional respeitado, uma referência no mercado, com resultados incríveis, você terá que desenvolver também essa habilidade, tornando-se um topapresentador de plano.


Não confunda ser um exímio apresentador com ser um exímio palestrante. Você, inicialmente, não precisa se comportar bem no palco para ser um apresentador com alto índice de conversão. Grandes eventos e palestras são apenas uma das formas de apresentação. Seu negócio acontece e cresce, especialmente, quando há um número considerável de reuniões individuais e de reuniões caseiras ocorrendo diária e semanalmente.


Sendo assim, desenvolva a habilidade de apresentar o plano para prospectos em reuniões individuais e caseiras e, num segundo momento, você aprenderá a fazê-lo sobre um palco para centenas de pessoas.


Pois bem. Mas, com relação à habilidade, o que você pode fazer para melhorar seus números? Para ser mais efetivo? Para se tornar um grande apresentador e converter mais?


A primeira coisa que deve ajustar é o seu mindset.


Entenda que quando você vai apresentar sua empresa você está indo para oferecer uma oportunidade para seu prospecto, e não para você atingir uma meta recrutando-o. Quando alguém se sente sendo recrutado, a tendência natural é que se sinta acuado, desvie e fuja.


Mas quando você trabalha pensando em oferecer o melhor para o seu prospecto, e não para você, os resultados mudam como num passe de mágica.


Coloque, portanto, o foco sobre o seu prospecto, sobre a vida dele, as angústias, frustrações e insatisfações. Converse com ele, perguntando sobre sua história e perspectivas. Você possui algo incrível em suas mãos que pode transformar a vida dele, só precisa fazê-lo entender, a princípio, que você está lá para ajuda-lo e não para vender nada, nem recruta-lo.


Além disso, o bom apresentador é aquele que consegue descobrir ou despertar o interesse do prospecto por aquilo que sua empresa pode oferecer, quer pelos produtos quer pela oportunidade.


É aquele que descobre a dor, e oferece o remédio. Descobre o problema e oferece a solução. Ou, aquele que desperta o potencial e oferece a ferramenta.


Imagine a sua empresa como uma sala com diversas portas. Todas as portas de entrada dão para a mesma sala, no entanto, são portas diferentes. Existe a porta dos produtos, a porta da revenda, do empreendedorismo, do networking, do resultado financeiro, do estilo de vida, das viagens, do reconhecimento... São dezenas de portas.


Erro comum é tentarmos empurrar nossos prospectos pela mesma porta que nós entramos. Fazê-los acreditar que a oportunidade é incrível por aquilo que você enxergou, sem se preocupar com aquilo que seu prospecto enxerga ou busca para a sua vida. Cada pessoa terá uma porta diferente, aquela que mais brilha seus olhos, motivações diversas para fazer parte do negócio ou consumir seus produtos.


Para ser mais efetivo, seu papel é pré-qualificar o seu prospecto de forma que você reduza as opções de portas e conduza a apresentação de acordo com aquilo que você detectou como possível dor, problema ou potencial, que despertará o interesse dele ou dela em se envolver com a empresa.


Se você falar com um grande empreendedor da mesma maneira como fala com um vendedor, ou falar com um artista famoso da mesma maneira como fala com o porteiro do seu prédio, sua efetividade será baixa. Você terá que fazer apresentações em enorme quantidade até acertar o alvo, compensando em números o que te falta em habilidade.


Como dito, isso não está errado, pois no começo da atividade é o que a maioria de nós acaba fazendo, e temos que fazer, até termos a habilidade devidamente desenvolvida.


Agora, se você conseguir, desde já, moldar sua apresentação de acordo com o perfil do seu prospecto, sua efetividade aumentará muito.


Pense. Você deve conhecer alguém que está desempregado. Você tem mais chances de despertar o interesse dele mostrando uma forma de trabalhar com flexibilidade de horário para ter uma renda enquanto não se realoca no mercado de trabalho, ou dando mais ênfase ao bem-estar que a utilização do seu produto proporciona?


Ao conversar com um representante comercial, as chances de conseguir a atenção dele são maiores apresentando uma oportunidade para que ele diversifique seu portfólio revendendo seus produtos, ou falando sobre as viagens e o estilo de vida que seu negócio pode lhe trazer?


Claramente cada pessoa deve ser abordada de maneira diferente e cada apresentação deve ser conduzida de forma mais individualizada, personalizada, para que sua eficiência seja maior.


Lembre-se que todas as portas dão para a mesma sala. Depois de entrar pela porta escolhida, seu prospecto vai conhecer todas as maravilhosas oportunidades que sua empresa tem para oferecer. O desafio é trazê-lo para dentro da sala pela porta certa.

Sucesso e bons negócios!

Última modificação: 24 January 2017 19:41
Compartilhar
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Digg
  • Facebook
  • Technorati
  • Reddit
  • Yahoo Buzz
  • StumbleUpon

Este post tem 5 Comentários

Comentar

Nome:: Esse campo é requerido.
Endereço de email: Esse campo é requerido. Não visível
Website::
Captcha:: Esse campo é requerido.
Comentário: Esse campo é requerido.