Marketing Multinível: Vendas ou Marketing?

Marketing Multinível: Vendas ou Marketing?
18 de setembro de 2017 Kadú Pimentel

Marketing Multinível: Vendas ou Marketing?

Por incrível que pareça, mesmo diante de uma nítida evolução do segmento do marketing multinível nos últimos anos no Brasil, a atividade ainda carece de estudos, informações e debates, sendo que tal carência se reflete inclusive na própria discussão acerca da função de um distribuidor (ou consultor) de uma empresa do segmento.

Afinal, a função de um distribuidor é vender ou fazer o marketing dos produtos e da oportunidade de negócios?

Inicialmente quero me debruçar sobre os conceitos da atividade.

O conceito, digamos, tradicionalista, afirma que “não existe empresa de marketing multinível”.

Realmente não existe uma classificação (CNAE) de empresas de marketing multinível. No geral, todas são empresas do setor de vendas diretas.

Multinível ou Mononível são as formas de comissionamento que as empresas de vendas diretas optam por remunerar seus distribuidores independentes.

Uma empresa de vendas diretas mononível permite que seus distribuidores adquiram seus produtos a preço de atacado e possam revende-los diretamente a consumidores finais a preço de varejo, lucrando a cada venda realizada.

Já as empresas que utilizam o multinível como forma de comissionamento, permitem, além da compra e revenda, que seus distribuidores recrutem outros distribuidores e passem a receber comissões também sobre as vendas geradas pela equipe desenvolvida em diversos níveis (por isso, “multiníveis”).

Em que pese este conceito tradicionalista não seja completamente equivocado, penso que está desatualizado ou, até, subestime um profissional de marketing multinível que destoa do profissional de vendas diretas mononível.

Acredito que o multinível está se profissionalizando e ganhando tamanho destaque que não pode mais ser considerado como uma mera “forma de pagamento”, mas de uma nova, distinta e mais complexa atividade, que sim, se utiliza do canal de distribuição das vendas diretas para levar o produto às mãos dos consumidores, mas que abrange outras funções e responsabilidades.

Explico.

Atualmente, o que vemos, é que os distribuidores de uma empresa de vendas diretas mononível possuem exclusivamente a função de VENDER os produtos para os clientes, são os intermediadores, o elo de ligação entre empresa e mercado consumidor.

Essas empresas estão, a cada dia que passa, investindo mais em comunicação, propaganda, marketing massivo e digital, bem como em treinamentos e capacitação de sua força de vendas. Ou seja, a empresa se encarrega de posicionar a marca no mercado, divulgar seus produtos, atrair consumidores, ampliar seu marketsharee direcionam seus potenciais clientes (leads) a procurarem um distribuidor que realizará a venda.

Claro que um distribuidor profissional, que almeja ter sucesso nesta carreira, não vai apenas “tirar pedido”. Vai fortalecer o relacionamento, realizar um atendimento diferenciado, tirar dúvidas, facilitar pagamentos, agregar ainda mais valor aos produtos e criar uma carteira de clientes fidelizados. Entretanto, todas estas habilidades fazem parte da atividade VENDA.

Por outro lado, um distribuidor ou consultor de uma empresa de venda direta multinível responsabiliza-se, também, por outras funções, especialmente o MARKETING.

É certo que algumas empresas de multinível também estão lançando mão de algumas estratégias de comunicação e propaganda massiva, no entanto, de maneira mais pontual e assertiva. E não poderia ser diferente, uma vez que essas empresas não podem investir grandes valores nestes veículos de comunicação, sob pena de faltar-lhes caixa para pagamento de toda a rede de distribuidores.

Como dito, uma empresa de multinível remunera também seus distribuidores pelo faturamento que suas equipes de vendas geram e este dinheiro precisa vir de algum lugar para que o negócio se torne economicamente viável. Estas empresas, portanto, economizam principalmente em comunicação e propaganda para remunerar seus distribuidores, transferindo-lhes parte da responsabilidade pelo posicionamento da marca e dos produtos no mercado, portanto, transferindo-lhes parte da responsabilidade peloMARKETING da empresa.

Assim, um distribuidor de uma empresa multinível divulga e posiciona a empresa e os produtos no mercado, e também se autopromove, a fim de direcionar novos clientes e/ou distribuidores a si mesmo, lucrando com a revenda direta dos produtos para consumidores e das vendas geradas a partir do recrutamento de novos distribuidores.

Um distribuidor que realiza de maneira profissional a função de divulgação e posicionamento da empresa, dos produtos e do negócio, atrai mais prospectos, mais selecionados e informados, facilitando a venda e o recrutamento, que não deixa de ser uma venda, mas uma venda da oportunidade de negócios.

Digamos, portanto, que no multinível o MARKETING é o MEIO, e a VENDA é o FIM. Por isso a nomenclatura “marketing multinível”.

Isso não bastasse, a um distribuidor de uma empresa multinível caberá uma outra fundamental função, além do marketing e da venda, que é do TREINAMENTO de suas equipes.

Obviamente a empresa oferecerá as normas, diretrizes, materiais e eventos que orientarão e conduzirão seus distribuidores, mas o grosso do trabalho de ensinamento, capacitação, motivação, inspiração, acompanhamento e desenvolvimento pessoal será de responsabilidade do distribuidor, este comumente chamado de “líder”.

Diante de todas estas colocações, penso que as funções de um distribuidor de venda direta e de marketing multinível, apesar de em alguns pontos se encontrarem, são essencialmente diferentes, por isso, as atividades são também distintas.

Ou, ainda, a venda direta é quem está contida dentro do marketing multinível e não o contrário.

Em conclusão, à minha óptica, os conceitos que melhor definem as atividades são:

Venda direta é a venda realizada fora de um estabelecimento comercial fixo por um distribuidor ou consultor independente, onde este poderá adquirir produtos a preço de atacado da empresa fornecedora e revende-los diretamente a consumidores finais a preço de varejo, lucrando a cada venda realizada.

Marketing Multinível é a atividade realizada por um distribuidor ou consultor independente de divulgação e posicionamento de uma empresa, de seus produtos e oportunidade de trabalho no mercado, podendo revender estes produtos através da venda direta a consumidores finais lucrando a cada venda concretizada, bem como recrutar novos distribuidores e consultores, formando e treinando equipes de vendas e, assim, também recebendo comissões com base nas vendas realizadas por tais equipes.

Concorda? Vamos debater.

Sucesso e ótimos negócios!

Por incrível que pareça, mesmo diante de uma nítida evolução do segmento do marketing multinível nos últimos anos no Brasil, a atividade ainda carece de estudos, informações e debates, sendo que tal carência se reflete inclusive na própria discussão acerca da função de um distribuidor (ou consultor) de uma empresa do segmento.

Afinal, a função de um distribuidor é vender ou fazer o marketing dos produtos e da oportunidade de negócios?

Inicialmente quero me debruçar sobre os conceitos da atividade.

O conceito, digamos, tradicionalista, afirma que “não existe empresa de marketing multinível”.

Realmente não existe uma classificação (CNAE) de empresas de marketing multinível. No geral, todas são empresas do setor de vendas diretas.

Multinível ou Mononível são as formas de comissionamento que as empresas de vendas diretas optam por remunerar seus distribuidores independentes.

Uma empresa de vendas diretas mononível permite que seus distribuidores adquiram seus produtos a preço de atacado e possam revende-los diretamente a consumidores finais a preço de varejo, lucrando a cada venda realizada.

Já as empresas que utilizam o multinível como forma de comissionamento, permitem, além da compra e revenda, que seus distribuidores recrutem outros distribuidores e passem a receber comissões também sobre as vendas geradas pela equipe desenvolvida em diversos níveis (por isso, “multiníveis”).

Em que pese este conceito tradicionalista não seja completamente equivocado, penso que está desatualizado ou, até, subestime um profissional de marketing multinível que destoa do profissional de vendas diretas mononível.

Acredito que o multinível está se profissionalizando e ganhando tamanho destaque que não pode mais ser considerado como uma mera “forma de pagamento”, mas de uma nova, distinta e mais complexa atividade, que sim, se utiliza do canal de distribuição das vendas diretas para levar o produto às mãos dos consumidores, mas que abrange outras funções e responsabilidades.

Explico.

Atualmente, o que vemos, é que os distribuidores de uma empresa de vendas diretas mononível possuem exclusivamente a função de VENDER os produtos para os clientes, são os intermediadores, o elo de ligação entre empresa e mercado consumidor.

Essas empresas estão, a cada dia que passa, investindo mais em comunicação, propaganda, marketing massivo e digital, bem como em treinamentos e capacitação de sua força de vendas. Ou seja, a empresa se encarrega de posicionar a marca no mercado, divulgar seus produtos, atrair consumidores, ampliar seu marketsharee direcionam seus potenciais clientes (leads) a procurarem um distribuidor que realizará a venda.

Claro que um distribuidor profissional, que almeja ter sucesso nesta carreira, não vai apenas “tirar pedido”. Vai fortalecer o relacionamento, realizar um atendimento diferenciado, tirar dúvidas, facilitar pagamentos, agregar ainda mais valor aos produtos e criar uma carteira de clientes fidelizados. Entretanto, todas estas habilidades fazem parte da atividade VENDA.

Por outro lado, um distribuidor ou consultor de uma empresa de venda direta multinível responsabiliza-se, também, por outras funções, especialmente o MARKETING.

É certo que algumas empresas de multinível também estão lançando mão de algumas estratégias de comunicação e propaganda massiva, no entanto, de maneira mais pontual e assertiva. E não poderia ser diferente, uma vez que essas empresas não podem investir grandes valores nestes veículos de comunicação, sob pena de faltar-lhes caixa para pagamento de toda a rede de distribuidores.

Como dito, uma empresa de multinível remunera também seus distribuidores pelo faturamento que suas equipes de vendas geram e este dinheiro precisa vir de algum lugar para que o negócio se torne economicamente viável. Estas empresas, portanto, economizam principalmente em comunicação e propaganda para remunerar seus distribuidores, transferindo-lhes parte da responsabilidade pelo posicionamento da marca e dos produtos no mercado, portanto, transferindo-lhes parte da responsabilidade peloMARKETING da empresa.

Assim, um distribuidor de uma empresa multinível divulga e posiciona a empresa e os produtos no mercado, e também se autopromove, a fim de direcionar novos clientes e/ou distribuidores a si mesmo, lucrando com a revenda direta dos produtos para consumidores e das vendas geradas a partir do recrutamento de novos distribuidores.

Um distribuidor que realiza de maneira profissional a função de divulgação e posicionamento da empresa, dos produtos e do negócio, atrai mais prospectos, mais selecionados e informados, facilitando a venda e o recrutamento, que não deixa de ser uma venda, mas uma venda da oportunidade de negócios.

Digamos, portanto, que no multinível o MARKETING é o MEIO, e a VENDA é o FIM. Por isso a nomenclatura “marketing multinível”.

Isso não bastasse, a um distribuidor de uma empresa multinível caberá uma outra fundamental função, além do marketing e da venda, que é do TREINAMENTO de suas equipes.

Obviamente a empresa oferecerá as normas, diretrizes, materiais e eventos que orientarão e conduzirão seus distribuidores, mas o grosso do trabalho de ensinamento, capacitação, motivação, inspiração, acompanhamento e desenvolvimento pessoal será de responsabilidade do distribuidor, este comumente chamado de “líder”.

Diante de todas estas colocações, penso que as funções de um distribuidor de venda direta e de marketing multinível, apesar de em alguns pontos se encontrarem, são essencialmente diferentes, por isso, as atividades são também distintas.

Ou, ainda, a venda direta é quem está contida dentro do marketing multinível e não o contrário.

Em conclusão, à minha óptica, os conceitos que melhor definem as atividades são:

Venda direta é a venda realizada fora de um estabelecimento comercial fixo por um distribuidor ou consultor independente, onde este poderá adquirir produtos a preço de atacado da empresa fornecedora e revende-los diretamente a consumidores finais a preço de varejo, lucrando a cada venda realizada.

Marketing Multinível é a atividade realizada por um distribuidor ou consultor independente de divulgação e posicionamento de uma empresa, de seus produtos e oportunidade de trabalho no mercado, podendo revender estes produtos através da venda direta a consumidores finais lucrando a cada venda concretizada, bem como recrutar novos distribuidores e consultores, formando e treinando equipes de vendas e, assim, também recebendo comissões com base nas vendas realizadas por tais equipes.

Concorda? Vamos debater.

Sucesso e ótimos negócios!

Comments (3)

  1. ERICO SANTOS 1 ano atrás

    Observo de forma bem minuciosa as atividades de marketing e suas interligações no pensamento filosófico de algumas correntes já existentes. Um profissional de marketing em minha visão por observação, absorve de forma natural as ferramentas de inter relacionamento humano. Sendo cada individuo único, ele consegue cobrir o gap das grandes incorporações: humanização do produto através da necessidade e não apenas o efeito do produto. Para mim esse é o cerne que difere o sucesso entre venda e o MKT.

  2. Andréa Barandas 2 anos atrás

    Querido Kadu! Como você colocou de tão forma tão esclarecedora, lúcida e objetiva o que está acontecendo em nossos dias? Muito bom. O artigo esclarecerá a muitos as diferenças e variações das empresas que estão atuando e começarão a atuar neste mercado da venda direta. Gostei muito da forma como estruturou o texto, não ficou cansativo e pode tranquilamente ser repassado para aqueles que tem interesse em entender mais sobre o segmento. Grande abraço.

  3. Philippe M Guerra 2 anos atrás

    Prezado Kadu Pimentel, boa noite. Tenho a honra de ser o primeiro a postar um comentário e agradeço por abrir este canal de comunicação. Acrescentaria na definição do profissional de MKT multinível, que graças a este trabalho, ele despertou o espírito empreendedor (pois todos possuem) que existia nele e depois no prospecto. É inimaginável o poder de transformação da pessoa, superando dificuldades, em busca da realização dos seus sonhos e do seu desenvolvimento pessoal. Todos ganham nesta cadeia.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*